19 de janeiro de 2008

Simplesmente Cinema Recomenda

ENTRE O CÉU E O INFERNO
(
Black Snake Moan, 2006)
de Craig Brewer

“Blues de alma, mas rock 'n' roll em atitude, “Black Snake Moan” parece a princípio mais um exemplar de cinema conservador raivoso travestido de filme “pulp”, mas vai além numa cena espetacular”. Bernardo Krivochein.

A história no começo pode soar mais uma obra caricata mergulhada em apelação, mas o diretor e roteirista Craig Brewer (de "Ritmo de Um Sonho") trata de dar à trama sensibilidade, e por mais que risadas de canto de boca possam surgir quando Ricci "devora" os homens, o expectador acaba se sensibilizando com a situação da personagem.

O leque de personagens principais é fabuloso. Samuel L. Jackson vive o pós-trauma do término de um casamento de vários anos, isolado na sua quinta, refugiando-se no álcool e nos blues que outrora faziam dele um homem de significado cultural no seu meio. Christina Ricci com uma espantosa representação tem uma de suas mais ousadas performances. Ela é uma jovem que vê o namorado partir para uma experiência militar e assim se vê privada de todo o conforto emocional que este lhe transmite, regressando a um passado bem presente de distúrbios psicológicos.


“Absorver-nos nessa cultura tão distinta, mas, simultaneamente, tão universal - A cultura do amor - Que não tem margens. Nem nome”. Craig Brewer

E, em “Black Snake Moan”, Brewer arquiteta uma história que nos vai atribuindo, a pouco e pouco, os detalhes que precisamos para a compreender e apreciar. É um filme atípico, com a alma de uma boa canção de blues e que questiona a força do amor. E aborda a necessidade de relações humanas, a necessidade de tranquilidade interior e a necessidade de afirmação em determinado meio. Porque o termo “meio” pode ser mais circunscrito do que se pretende.

“Black Snake Moan” mostra a que veio numa cena espetacular que explode na tela e revela a verdadeira ambição do longa: incapaz de pregar os olhos à noite, Lazarus decide dar mais uma chance a sua guitarra de blues e leva Rae, quase completamente reformada, para o bar que ele freqüenta há sabe-se lá quantas décadas. Lazarus costumava tocar lá, suas performances históricas tendo permanecido só na saudade da comunidade boêmia local por muito tempo. A notícia do retorno de Lazarus ao palco do bar provoca comoção geral: ao contrário de todas as noites, o lugar está lotado. Lazarus e banda começam a tocar e Rae, assim como todos os freqüentadores, dançam como se possuídos. É uma dança sugestiva, erótica, de fazer os conservadores ficar de cabelo em pé. É uma “Dança da Garrafa” ou a coreografia da “Injeção”. Mas Brewer faz desse momento, senão o mais puro, o mais catártico em todo o filme.

"Black Snake Moan" tem vários paralelos com o blues. É uma obra sobre redenção, espiritualidade e amor, em que as pessoas precisam espantar seus "demônios" ou simplesmente seguir em frente e conviver com eles.

Destaque para a trilha sonora, repleta de belas canções de blues.



Trilha sonora:

1 - When The Lights Go Out Escrita por Daniel Q. Auerbach & Patrick J. Carney.Interpretada por The Black Keys.
2 - Lord Have Mercy On me Escrita por Junior Kimbrough.Interpretada por Outrageous Cherry.

3 - Standing In My Doorway Crying Escrita e Interpretada por Jessie Mae Hemphill.
4 - Pass And FailEscrita por Erika
Wennerstrom.Interpretada por The Heartless Bastards.
5 - Mr. Oblivian Escrita por Michael Paul Walker.Interpretada por Eldorado and the Ruckus.
6 - The Losing Kind Escrita e Interpretada por John Doe.
7 - Just Like A Bird Without A Feather Escrita por R.L. Burnside.Interpretada por Samuel L. Jackson e Kenny Brown.
8 - Hate On Escrita por Al Kapone e John Shaw.Interpretada por Al Kapone.

9 - Morning Train Interpretada por Precious Bryant.
10 - Chicken Heads Escrita por Bobby Rush e Calvin Carter.Interpretada por Bobby Rush.
11 - Catfish Blues Escrita por Robert Petway.Interpretada por Samuel L. Jackson.
12 - Jack's Blues Escrita e Interpretada por Big Jack Johnson.
13 - Catfish Medley Interpretada por Samuel L. Jackson e Big Jack Johnson.

14 - Jesus On The Mainline Interpretada por Tate County Singers.
15 - Granny, Do Your Dog Bite? Escrita por Otha Turner.Interpretada por Otha Turner e The Rising Star Fire & Drum Band.
16 - Lonesome In My Home Escrita e Interpretada por Junior Kimbrough.
17 - A Town With No Shame Escrita e Interpretada por Jimbo Mathus.
18 - Old Black Mattie Escrita e Interpretada por R.L. Burnside.
19 - All I Need Is Some Sunshine In My LifeEscrita por W. Dean Parker.Interpretada por The Dixie Nightingales.
20 - Black Snake Moan Interpretada por Samuel L. Jackson and Jason Freeman.
21 - Balm In Gilead Interpretada por S. Epatha Merkerson.
22 - My Baby Got Drunk Escrita e Interpretada por Paul "Wine" Jones.
23 - Alice Mae Escrita por R.L. Burnside e Kenny Brown.Interpretada por Samuel L. Jackson, Kenny Brown e Cedric Burnside.
24 - Stackolee Interpretada por Samuel L. Jackson, Kenny Brown, Luther Dickinson e Cedric Burnside.
25 - This Little Light Of Mine Interpretada por Christina Ricci e Alvin Youngblood Hart.
26 - Mean Ol' Wind Died Down Escrita por Luther Dickinson.Interpretada por North Mississippi Allstars.

Cuspido por ...Raphael & informações adicionais IMDB e List Music.

LUZ , CÂMERA , AÇÃO ...CORTA.

10 comentários:

Frank Morgan disse...

Cara,se não me engano vi um vídeo sobre esta filme no Youtube,
bem bacana mesmo.
Gostei do blog e continuarei lendo aqui sobre outros filmes.

Abraço,
http://polvoloko.blogspot.com/

young vapire luke lestat news disse...

boa dika .......
este é um bom filme, quem ainda não viu deve ver..........
como sempre seu blog muito bom nas átérias ........

[]s L.Sakssida

João Victor disse...

poxa
acho q esse filme vai ser show...

gostei do blog...

Karoline disse...

Parece ser muito bom esse filme...

Gostei do seu blog. Você escreve muito bem.

Marco Antonio disse...

Tipo de filme que merece ser chamado obra de arte.

Parecia ser mais um blog de cinema, mas suas escolhas são surpreendentes.
Que blog interessante. Vou voltar aqui mais vezes.

slim shady disse...

Boa dica,eu ainda não assisti,mas pela sua critica e trilha sonora dá vontade de ver agora.

abraço !

Fernando Assad disse...

Muito boa essa sinopse "alongada" que você construiu, conseguiu passar o que, provavelmente (ainda não asssiti), são alguns dos pontos alto do filme e o sintetizou precisamente, deixando a expectativa ao leitor.

abraço!

Johnny M. disse...

O filme é muito foda mesmo. Samuel L. Jackson é um mothefucker e, apesar de quase sempre fazer o mesmo papel, está sempre perfeito nele.

Delírios da Del disse...

Nossa, quanta descrição do filme!

Assim deu água na boca para assistir. Assim que a locadora abrir irei conferir se tem à disposição.

;D

O Blog é mt bacana!

Del

Karla Hack disse...

Nossa que bela pedida pro final de semana este filme...
Assisti ele duas vezes...
E eu tenho a trilha sonora, que pra mim foi o elemento que segurou td a história.
Sem falar de que a Ricci me impressionou neste filme.

;D